CCXP 2017

CCXP 2017
Um Click no Banner e vá direto para o Site do Evento

sábado, 31 de dezembro de 2016

RETROSPECTIVA DO BLOG HOT KENGAS - ENTREVISTA COM O COLECIONADOR PAULISTA NAGI SFEIR


ENTREVISTA COM O COLECIONADOR NAGI SFEIR

Nagi Sfeir colecionador e um profundo conhecedor de carros em miniatura, uma pedra preciosa no mundo do colecionismo diecast e colecionismo em geral, em um hobby que quando não se pensa em ajuntar a maior quantidade de miniaturas sem preocupar-se com a ORIGEM, CARACTERÍSTICA PRINCIPAIS E HISTÓRIA DAS MINIATURAS, este colecionador se destaca em uma minoria, que acabam se tornando estudiosos do tema, Acompanhem agora um pouco de suas impressões sobre o COLECIONISMO DIECAST...

Vamos à entrevista:

1 - Qual foi a sua primeira mini e como a conseguiu ?

R. A minha 1ª miniatura foi Matchbox Superkings nº K-8 Caterpillar Traxcavator, que ganhei no meu aniversário em 02/12/74 no Líbano, juntamente com outros 39 carrinhos, mas foi este o que abri primeiro.


2 - Quando surgiu a paixão pelo colecionismo diecast ?

R. Surgiu muito antes (4 ou 5 anos)da data do começo da coleção, eu via algumas crianças mais velhas brincando com os Matchbox e ficava morrendo de vontade de brincar com aqueles carrinhos, mas meu pai não podia comprar.

3 - Quantas miniaturas você tem em sua coleção ?

R. Atualmente devo ter aproximadamente 4.000 peças, um pouco ou um pouco menos.

4 - Você tem uma marca, ou escala preferida, a sua coleção tem um foco definido ?

R. Minha marca preferida é Matchbox, as escalas que mais gosto são 1:64 e 1:43, com relação ao foco, não tenho um específico, mas gosto de carros dos anos 50’s, policia e bombeiro e carros com personagens.


5 - Como você acondiciona as suas miniaturas, qual é o cuidado que você tem com elas ?

R. Atualmente minha coleção esta toda guardada em caixas, enquanto não exponho tudo, o que tem caixa ou blister fica guardado dentro dos mesmos, o que não tem, é guardado em caixas com divisórias para que os carrinhos não se toquem e danifiquem.


6 – Como você consegue as suas miniaturas, através de quais veículos você às adquiri ?

R. Antes de começar esta febre de colecionismo no Brasil, numa época que não tinha Internet, as únicas alternativas eram, feiras de antiguidades e pessoas que viajavam para o exterior, atualmente temos inúmeras alternativas, Internet, feiras de antiguidades, vendedores autônomos, importadores e revendedores, tudo motivado pelo aumento gigantesco do nº de colecionadores nos últimos 10 anos. Eu compro muito pelo Mercado Livre, Ebay e encontros de colecionadores.

7 - Qual é a sua opinião sobre o momento atual do colecionismo diecast do Brasil e no Mundo ?

R. O colecionismo diecast no mundo (Estados Unidos, Inglaterra, França, Alemanha, Australia, Japão) sempre esteve em alta, visto, as grandes e antigas coleções que lá existem, mas no Brasil, apesar de ter grandes e antigos colecionadores, o colecionismo diecast, só decolou de uns 10 anos para cá em quantidade e qualidade, ou seja, estamos vivendo a era de ouro do colecionismo diecast, com um único senão, nós não recebemos a mais querida coleção entre a maioria dos colecionadores veteranos que é a coleção Matchbox .

8 - Você tem uma posição quanto a atuação da Mattel no Brasil ? Qual é na sua opinião a importância desta empresa no colecionismo diecast como um todo ?

R. A empresa melhorou muito, quanto aos quesitos diversidade e velocidade de chegada dos produtos, quanto a importância, apesar de todas as reclamações, a participação da Mattel foi crucial para o crescimento do colecionismo diecast no Brasil.

9 - Qual a empresa que você acha que nos dias atuais poderia ou poderá fazer um trabalho inovador em matéria de colecionaveis ?

R. Atualmente a marca que tem se mostrado mais participativa é a Greenlight, cujas, miniaturas, são de uma qualidade muito boa e vem demonstrando vontade de participar dos eventos de colecionismo diecast, outra que ainda precisa participar mais é a M2, que tem miniaturas muito boas.

10 - Você costuma participar de Eventos, Encontros, Feiras e Convenções de Colecionadores Diecast ? Qual destes eventos marcou a sua vida como colecionador ? Você tem alguma história que tenha ocorrido em um destes eventos ?

R. Costumo ir a quase todos os eventos que acontecem, mas não chego ao ponto de dizer que algum marcou a minha vida como colecionador. O fato mais incrível que aconteceu, foi logo após o 3ª Convenção anual da Mattel em 2010 em Porto Alegre, comprei 3 conjuntos das 3 miniaturas do evento, a após alguns dias, encontrei ma essa que queria as miniaturas e após conversarmos, aceitei trocar por um netboock, no qual respondo estas perguntas.


11 – O que você achou do fechamento do RLC do Brasil e do cancelamento da 4ª Convenção Anual Hot Wheels no Brasil por parte da Mattel do Brasil ?

R. O RCL, já nasceu para fechar, pois o que começa errado não tem como vingar, até da a impressão de que nem queriam que funcionasse, e não me surpreendeu a atitude da Mattel, pois não há nenhum comprometimento com o cliente e sim somente com o lucro, para a Mattel o evento é considerado gasto e não investimento.

12 – Quando você pensa em colecionismo diecast no Brasil do que você sente falta, se você pudesse fazer alguma coisa que revoluciona-se o nosso hobby, o que você faria ?

R. O que ajudaria muito o colecionismo diecast no Brasil, seria a diminuição dos impostos cobrados sobre os brinquedos em geral.



13 – Você acha que os colecionadores brasileiros são marginalizados ? ou nós e eu me incluo temos “complexo de coitadinho”, e a coisa não está tal feia quanto dizem ?

R. Os colecionadores brasileiros, tem “complexo de coitadinho”, pois nos encontros e convenções a grande maioria não e nenhum “coitado”, mas sim, “velhacos e raposões”, chorando lágrimas de crocodilo, dada a qualidade e quantidade de peças que tem.

14 - Qual foi a maior loucura que você já fez por uma miniatura ? Qual foi o maior valor pago por um modelo ? E qual é a sua “Menina dos Olhos” a mais importante do acervo ?

R. Não me lembro de nenhum ato que possa ser considerado loucura para conseguir uma miniatura, mas já economizei por vários meses para comprar uma peça específica, tenho vária miniaturas, cujo, valor esta oscila entre US$100,00 e US$800,00. A miniatura que mais gosto e isto é bem pessoal e envolve questões emocionais difíceis de explicar, é o SAAB SONETT III – Nº 65 DE 1973.



15 – Você tem um lugar ou local especial na sua casa ou escritório onde você expõe suas miniaturas ?

R. No momento estão todas guardadas em garagens no subsolo (caixas de papelão), espero que num futuro próximo possa expô-las novamente.

16 – O que você achou quando descontinuaram a Série Básica Matchbox para o Brasil ? Qual a sua opinião sobre esta marca ? Eu sei que esta marca faz parte da sua história pessoal, você pode nos contar o porque ?

R. Sobre a descontinuação da marca Matchbox, somente tenho a dizer o seguinte “SINTO MUITO”, não sei qual a estratégia da Mattel, pois, os carrinhos Matchbox são muito mais legais e reais que os da Hot Wheels. No Brasil e no mundo no começo dos anos 70’s, Matchbox era sinônimo de carrinho de ferro e como falei acima no meu aniversário em 02/12/74, quando estava a passeio no Líbano, ganhei 40 miniaturas Matchbox e foi ai que começou a minha coleção e na minha ida ao Líbano (12/2011 – 02/2012), comprei mais de 30 miniaturas desta marca e outras tantas de marcas diversas.

17 – A pouco tempo você concedeu uma entrevista para a Veja SP, como chegaram até você ?, o que você achou da entrevista ? O que na sua opinião faltou ser dito nesta entrevista ? Você acha que finalmente nos descobriram ?

R. Realmente no mês de 12/2011, participei de uma entrevista e de uma seção de fotos para uma matéria da revista Vejinha, cuja, jornalista chegou até mim por indicação do grande amigo Douglas (T-Hunted), a entrevista foi boa, mas teve alguns dados que respondi que foram modificados, a matéria foi insossa, muita foto e pouco de importante foi dito, podia aproveitar melhor o espaço disponibilizado, ainda não nos descobriram, mas se continuarmos na mesma toada, o colecionismo diecast vai ser notado de uma forma mais considarável.

18 – Além das miniaturas de carros de metal, o que mais você coleciona ?

R. Quanto a outras coleções tenho várias: selos, moedas, cédulas, gibis (heróis Marvel e DC, tenho tudo que saiu no Brasil de 1977 até 1993) e Kinder ovo. Da linha do kinder ovo, só coleciono o que acho bonito e os bonecos de metal são a principal linha da minha coleção de Kinder, no Brasil saíram de 1994 á 1998 totalizando se não estiver enganado 65 peças considerando as variações de cor, mas conseguir as peças que não saíram no Brasil é mais complicado, pela dificuldade de achar as peças e quando acha o preço é muito caro, principalmente no nível em que minha coleção se encontra, 100% desta coleção agora só é comprado via Ebay.



19 – Qual é a pergunta que nunca ninguém te fez, e você gostaria muito de responder, fique à vontade ?
 
A pergunta é: POR QUE COLECIONO.

R.Coleciono porque ao visualizar algo em uma determinada quantidade e qualidade, sinto um prazer e uma paz de espírito muito grande, quando tinha algumas peças expostas na vitrine, podia chegar estressado da rua, era só ficar alguns minutos em frente dela que logo me tranquilizava, e isto acontece também com os meus álbuns de selos, moedas e notas, o ato de colecionar de modo quase neurótico, é a minha mais clara manifestação do louco que existe em cada um.



20 - Qual a dica que você poderia dar para os colecionadores que estão começando, e que ainda não sabem por onde seguir ?

R. Se você tem para gastar colecione tudo que gostar, senão, tenha um segmento para o qual direcionar a sua coleção (Ferrari, caminhões, polícia, carros rosa, hot, etc...), senão você vai ser engolido por ela, que pode não parecer um vício, mas é tão ruim quanto às drogas, se fugir de controle. Um dos segredos de uma boa coleção é ter bons amigos colecionadores, que poderão ajudá-lo na busca do seu tão procurado tesouro.


Foi um prazer responder a estas perguntas e ter mais uma oportunidade de tentar expor meus pensamentos e pequena parte de minha coleção.

Um grande abraço para todos do Hot Kengas

Nenhum comentário:

Postar um comentário